SESSÃO TEMÁTICA 08

Quinta feira 19
14:00–15:30 WET

Redução do risco de desastres e adaptação às alterações climáticas
Adaptes Sesion 08

Os eventos meteorológicos extremos estão a aumentar devido às alterações climáticas. De facto, os estudos de atribuição realizados relativamente a cada evento extremo indicam que as alterações climáticas já são uma das causas que originam mais de dois terços desses acontecimentos, prevendo-se que, num cenário de aumento do aquecimento global, registar-se-á um crescimento desses eventos extremos.  

Dado que estes acontecimentos protagonizam os maiores desastres, é pertinente considerar a adaptação como uma prioridade. A natureza das alterações climáticas já não responde aos modelos do passado, o que nos obriga a agir num panorama de grande incerteza. Contudo, a adaptação a eventos extremos é uma ação das denominadas “todas ganham” (win-win) porque, mesmo que o pior não venha a ser uma realidade, estaremos preparados para o que possa vir a acontecer. 

Abordaremos nesta sessão os quatros eventos principais que causam enormes perdas humanas, danos materiais e ambientais: secas, inundações, vagas de calor e incêndios. O objetivo desta sessão é aprofundar a forma como se desencadeiam, quais as perspetivas face ao futuro e que ações estão a ser tomadas, e as que poderiam ser tomadas, para estarmos preparados antes da sua incidência.

Coordena

Jose Manuel Moreno Rodríguez, Catedrático de Ecologia, Universidade de Castela-La Mancha

Intervêm

  • José Miguel Pereira, Centro de Estudos Florestais, Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Lisboa
  • Gerardo Benito, Museu Nacional de Ciências Naturais, CSIC.
  • Ricardo Trigo, Instituto Dom Luis, Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa
  • Ana María Vicedo Cabrera, Instituto de Medicina Social e Preventiva, Universidade de Berna

#Adaptes

Ajuda-nos a partilhar esta informação?
¿Nos ayudas a compartir esta información?